“É livre a manifestação do pensamento e da expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sendo vedado o anonimato. (CF 88).”

27 de set de 2010

TRE do Tocantins derruba censura


Jorge Roriz | 27/09/2010  - URL:http://wp.me/p6Q8u-9vx
O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins derrubou a decisão que censurou o Estadão e outros veículos de comunicação. A convocação partiu do próprio desembargador Liberato Póvoa, que, atendendo pedido da coligação Força do Povo, do candidato à reeleição Carlos Gaguim (PMDB), determinou o impedimento de qualquer publicação sobre os fatos relacionados às investigações de fraudes de licitações no Ministério Público de São Paulo, na última sexta-feira, 24.
***
O procurador-regional eleitoral auxiliar, Álvaro Lotufo Manzano, tinha ingressado com mandado de segurança, com pedido de liminar, para que o Tribunal Regional Eleitoral suspenda imediatamente a decisão do desembargador Liberato Póvoa, que proibiu a imprensa do Tocantins de divulgar informações sobre a investigação do Ministério Público de São Paulo que cita o governador e candidato à reeleição Carlos Gaguim (PMDB) e membros do alto escalão do governo como supostos integrantes de organização criminosa para fraudes em licitações e desvio de R$ 615 milhões. Caso descumpram a ordem, 84 veículos jornalísticos (oito jornais, 11 emissoras de TV, cinco sites, 40 rádios comunitárias e 20 comerciais) terão de pagar multa diária de R$ 10 mil. A decisão teria sido motivada pelo roubo de um computador do Ministério Público paulista em Campinas (SP) na madrugada de quinta-feira. A CPU armazenava arquivos da operação que investiga empresários por supostas fraudes milionárias em licitações dirigidas em 11 prefeituras de São Paulo e no Tocantins. http://wp.me/p6Q8u-9vr
Hélio Costa envolvido com desvios de dinheiro
Jorge Roriz | 27/09/2010 -  URL:http://wp.me/p6Q8u-9vv
A revista IstoÉ desta semana publica reportagem de Hugo Marques revelando que documento em poder da Procuradoria-Geral da República aponta indícios de lavagem de dinheiro no caso do desvio de R$ 169 milhões da Telebrás, envolvendo o candidato do PMDB ao governo de Minas, Hélio Costa. O ex-ministro das Comunicações do governo Lula. Helio Costa é apoiado por Lula e Dilma.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Você poderá deixar aqui sua opinião. Após moderação, será publicada.

Contador de caracteres