“É livre a manifestação do pensamento e da expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sendo vedado o anonimato. (CF 88).”

12 de abr de 2013

Jovem adotada por franceses procura mãe biológica no Brasil






Durante anos Charlotte Cohen-Tenoudji, de 25 anos, acreditou que era filha da brasileira Maria das Dores, e adotada por um casal francês. 
Em 25 de julho de 1987, ela desembarcou  no Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Uma funcionária do orfanato, chamada Maria das Dores, levou pessoalmente duas crianças. O nome da mulher também constava nas certidões de nascimento e passaportes dos bebês, como se fossem seus filhos.


Esses documentos foram descobertos por Charlotte no escritório de seu pai adotivo, em 2001, quando a jovem tinha 14 anos.
Charlotte está no  Brasil para descobrir sua origem. Com a ajuda de amigos, ela soube que a funcionária do orfanato não era sua mãe e que seus documentos brasileiros eram falsos.




Registro civil brasileiro de Charlotte é falso.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Você poderá deixar aqui sua opinião. Após moderação, será publicada.

Contador de caracteres