“É livre a manifestação do pensamento e da expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sendo vedado o anonimato. (CF 88).”

10 de jan de 2011

Ainda não vimos tudo sobre a apropriação indevida do PT


Está sendo noticiado que, assim que tomou conta do gabinete presidencial, Dilma Rousseff mudou várias coisas. Além dos móveis, que considerou ultrapassados, mandou retirar todos os símbolos religiosos, como  o crucifixo e a Bíblia ,  numa decisão que chocou os  católicos.
Itamar e o crucifixo - foto web
Durante a primeira parte da campanha Dilma foi acusada de não ter religião e de defender o aborto. Ao não ser eleita no primeiro turno, a candidata  passou a ir diariamente à missa, deixando-se  fotografar ao lado de pastores e bispos e, naquela que foi considerada a cartada decisiva para atrair os milhões dos eleitores mais religiosos, chegou mesmo a afirmar, durante uma visita ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, que o cancro que enfrentou há dois anos a aproximou de Deus.
No Blogdadilma, assessores da presidente esclarecem:
“A assessoria da presidenta Dilma divulgou, às 14:54 de domingo, 9 de janeiro, esclarecimentos sobre notícias de que teriam sido retirados do gabinete presidencial um crucifixo e uma Bíblia. Segundo a Secretaria de Comunicação Social (Secom), o crucifixo teve que ser devolvido ao dono, o ex-presidente Lula, e a Bíblia continua onde sempre esteve, “na sala contígua ao gabinete, em cima de uma mesa”.
Nota oficial:
“Jornais, revistas e sites na rede mundial de computadores divulgaram algumas notícias sobre a primeira semana de trabalho da presidenta Dilma Rousseff que merecem esclarecimentos:
1 – Não houve a retirada do crucifixo do gabinete presidencial. A peça pertencia ao ex-presidente Lula que a recebeu de um artista no início do governo. É de origem portuguesa.
2 – Ao contrário daquilo que afirmaram na mídia, não houve a retirada do exemplar da Bíblia de seu gabinete. Ela [a Bíblia] permanece na sala contígua ao gabinete, em cima de uma mesa – onde por sinal a presidenta já encontrou ao chegar ao Palácio do Planalto.
3 – Embora goste de trabalhar com laptop, a presidenta não mudou o computador da mesa de trabalho. Continua sendo um desktop.”
Entretanto, parece que existem provas de que o crucifixo em questão não era de Lula. Vemam matéria e foto: http://coturnonoturno.blogspot.com/2011/01/itamar-e-o-crucifixo-que-o-ex-cara.html
Lula, então, além de
Rico, ainda assim Lula dá maus exemplos de uso das facilidades públicas pagas pelos contribuintes
 leva o crucifixo com ele?  
Lula não poderia ter retirado o crucifixo do Planalto - se é verdade que foi ele quem retirou -, pois trata-se de um bem que pertence ao patrimônio da União.
Vejam mais informações e fotos:
Powered by BannerFans.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Você poderá deixar aqui sua opinião. Após moderação, será publicada.

Contador de caracteres