“É livre a manifestação do pensamento e da expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, sendo vedado o anonimato. (CF 88).”

6 de out de 2010

Carta a aberta ao Jornal Nacional

Via Jorge Roriz | 06/10/2010 - URL: http://wp.me/p6Q8u-9Ea
Eu gostaria que aquele menino vaidoso, o Willian Bonner, soubesse o que eu penso, lendo esta carta, mas duvido que ele o faça. Bonner, ao que parece ,não lê coisa alguma. Como Lula. Desisti de assistir Jornal Nacional. Ele mais desinforma e deforma, do que outra coisa. Quem quer informação, e não doutrinação barata, fica com os poucos jornais e revistas que ainda fazem jornalismo. Quem se informa, ao assistir o JN consegue apenas se irritar e se enojar. Ontem, foi Delis Ortiz, que relevou a informação de que Dilma Roussef declarou-se católica e contra o aborto. A jornalista passou por cima dos fatos, deixando de informar que Dilma, em várias ocasiões,declarou-se pro aborto, inclusive em entrevista à revista Marie Claire. Não bastasse, circulam inúmeros vídeos na Internet em que a candidata diz isso com todas as letras. O Jornal Nacional informou o telespectador? Não. Reportou o que Dilma disse, informação solta no espaço, sem citar a origem da polêmica que levou a fazer àquela afirmação. Anteontem foi Fátima Bernardes, que fez caras, bocas e muxoxos, quando Serra foi chamado a falar ao vivo, desmanchando-se em sorrisos na vez de Dilma. Pelo que deu para entender, Fátima acredita que só tem espectadores petistas, e que eleitores de Serra não vêem o JN. Senão, teria um pouco de respeito por eles.
O JN levou ao ar matéria em que tentava defender os institutos de pesquisa, que erram feio nas previsões do 1° turno. Tentou provar que o erro fora pequeno e até colocou no ar uma diretora de determinado instituto que falava em "tendências" e não resultados efetivos. O que nos foi "vendido", todavia, era a frase "Se as eleições fossem hoje, Dilma Roussef será eleita no 1° turno" . Não foi algo como "a tendência apurada é de que tal candidato..." Certezas, e não "tendências"! Não cabe aqui enumerar os erros dos institutos, que foram muitos e muito grandes. O foco aqui é a informação errada.

O pior mesmo é o desrespeito com o jornalismo de verdade, com o dever de informar. É a tentativa de sempre dourar a pílula para os preferidos do momento, nem que para isso se oculte o que todos - exceto aquela camada da população que só se informa pelo JN - já sabem pela imprensa que faz jornalismo. O JN não é feito para mim. Não preciso, nem quero ser doutrinada ou convencida de que os fatos acompanham as versões oficiais. Não leio o Diário Oficial. Não assisto mais sua versão televisiva, o Jornal Nacional.

M.Cristina da Rocha Azevedo
Florianópolis, SC

**** 
EVANGÉLICOS VÃO SALVAR O BRASIL DA DITADURA COMUNISTA
Jorge Roriz | 06/10/2010 | URL: http://wp.me/p6Q8u-9Ei
O Fórum Político Evangélico do Espírito Santo e a Associação dos Pastores Evangélicos da Grande Vitória (APEGV) anunciaram que vão fazer campanha contra a candidata petista, Dilma Roussef, no Espírito Santo. Hoje, estima-se que um terço da população capixaba seja evangélica, o que significa cerca de 1,2 milhão de pessoas. O posicionamento histórico de Dilma gera apreensão. Ela é a favor do aborto, embora tenha negado isso. “A postura de Serra preocupa menos do que a de Dilma e dos males vamos escolher o menor", frisou.Outro ponto apontado pelas lideranças evangélicas capixabas contra a petista foram as alianças políticas firmadas pelo PT para viabilizar a candidatura da ex-ministra. "Ao lado dela estão José Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros e José Dirceu.Não são políticos confiáveis", comentou Cruz.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Você poderá deixar aqui sua opinião. Após moderação, será publicada.

Contador de caracteres